TRANSFORMAÇÃO DE EDIFÍCIOS


Construtora Diniz Camargos é pioneira na requalificação de edifícios no Hipercentro de Belo Horizonte


Seguindo uma tendência dos grandes centros urbanos, como Buenos Aires e Barcelona, que tiveram suas regiões centrais revitalizadas e, por isso, atraíram novamente a população para habitá-las, o Hipercentro de Belo Horizonte também está vivendo este movimento com a iniciativa pioneira da Construtora Diniz Camargos.

A empresa entregou, em 2007, o primeiro empreendimento imobiliário residencial requalificado da capital mineira: o Edifício Chiquito Lopes, localizado na rua São Paulo, 351. Agora, a construtora investe na recuperação do Edifício Tupis, o lendário “Balança, mas não Cai”, situado na Avenida Amazonas, 749.

A experiência da Diniz Camargos é uma aposta na revitalização do Hipercentro, iniciada há alguns anos, a partir da reforma das praças Sete e da Estação, da rua dos Caetés, da retirada dos camelôs das ruas, da instalação de câmeras de segurança, dentre outras ações do projeto Centro Vivo, da prefeitura municipal, que visam a recuperação, transformação e manutenção da qualidade da vida urbana na região.

Estas ações vêm induzindo outras transformações que já se fazem percebidas como maior segurança, comércio mais vitalizado, maior estrutura de serviços e de lazer, que trazem em sua esteira uma larga oferta de emprego e uma melhor e maior movimentação no mercado imobiliário. Com isso, hoje, as vantagens de se morar no Centro de BH são inúmeras.

 


Conheça, abaixo, duas experiências de sucesso de requalificação de edifícios empreendidas pela Diniz Camargos:


 

Chiquito Lopes

EDIFÍCIO CHIQUITO LOPES

Inicialmente de utilidade comercial, a edificação foi transformada em um condomínio residencial de padrão sofisticado de um e dois quartos, sala, cozinha e banheiro. O prédio, que possui 13 andares e 167 apartamentos, foi adquirido do fundo de pensão dos funcionários da Companhia Vale do Rio Doce e seguiu um modelo consagrado de recuperação e transformação de prédios comerciais em residenciais, onde apenas parte do prédio original é aproveitada.

Neste caso, foram preservadas a estrutura, fachada e parte das esquadrias de alumínio. O restante foi todo refeito com tecnologias modernas e sofisticadas para os sistemas elétrico, hidráulico e telefônico.

O edifício possui também antena coletiva, interfone, instalações para computadores, sistemas de medição individualizada de água e gás, portaria 24 horas e três elevadores, que foram reformados e modernizados. Possui, ainda, um estacionamento terceirizado para 110 vagas, com elevador de automóveis.



 

EDIFÍCIO TUPIS

Localizado na avenida Amazonas 749, o Edifício Tupis, conhecido popularmente como “Balança, mas não Cai”, está sendo requalificado e transformado em condomínio residencial pela Diniz Camargos. As obras começaram no dia 23 de abril de 2008.

O prédio contará com 60 apartamentos de 40 metros quadrados em média, de um e dois quartos, cozinha, banheiro e sala. As três lojas do térreo do edifício serão transformadas em uma grande unidade comercial.

Construído na década de 40 e inaugurado por volta de 1950, em estilo eclético com toques de art déco, o Edifício Tupis, que já foi moradia de estudantes, nos últimos anos abrigou moradores de rua. Com a sua aquisição pela Diniz Camargos, um ícone arquitetônico da cidade será revitalizado.

ISO 9001/2008