NOTÍCIAS


 

Nova sede da FIEMG é obra da Diniz Camargos

É de responsabilidade da Construtora Diniz Camargos a execução das obras da nova sede da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG), que está sendo erguida na avenida do Contorno, 4.456, no bairro Funcionários, no mesmo quarteirão da atual sede.

O prédio, previsto para ficar pronto no final de 2009 , contará com 16 andares distribuídos em 15.400 metros quadrados e se encaixa no perfeito conceito de edifício inteligente, com tecnologias de última geração em telecomunicações, sistemas de gestão eficiente de energia, água e de segurança, geradores para sistemas emergenciais e muito mais.

Neste projeto, mais uma vez, a Diniz Camargos revela seu pioneirismo em aplicações de inovações tecnológicas: será o primeiro empreendimento da capital mineira a utilizar, em sua fachada, um vidro importado – o Sunergy – vidro auto limpante que isola a passagem de calor externo e permite a entrada da iluminação natural, reduzindo, assim, o consumo de energia.

Denominada Empresarial Villa Lobos, a edificação terá andares corridos com vãos livres e máxima flexibilidade para usos diversos. Seu projeto contempla ainda centro de conferências e garagem .


 

Diniz Camargos investe em vila ecológica em Lagoa Santa

Uma vila ecológica residencial bem no coração de Lagoa Santa, região que, a cada dia, vem se valorizando mais em função da expansão de Belo Horizonte para o Vetor Norte, com as obras do novo Centro Administrativo do Estado, e com a crescente movimentação do Aeroporto de Confins, é um dos mais novos projetos da Construtora Diniz Camargos.

Em parceria com a Wiga Empreendimentos e a Construir, empresa do Grupo Orguel, a construtora vem desenvolvendo o “Bela Emilia”, uma ecovila de 90 mil metros quadrados, com extensa área de lazer, que preservará a mata natural e protegerá as nascentes locais, aplicando as mais modernas tecnologias para consumo eficiente de água e energia.


 

Edifício Tupis, o lendário “Balança, mas não Cai” vai virar filme

O lendário edifício “Balança, mas não Cai”, exemplar arquitetônico localizado no Centro de Belo Horizonte, construído na década de 40 e inaugurado por volta de 1950, em estilo eclético com toques de art déco, vai ser o protagonista de um documentário produzido pela Construtora Diniz Camargos em parceria com a Teia Produções.

O filme, que trata o prédio como um personagem da cidade, está sendo gravado desde a entrega da sua chave pela prefeitura municipal à Diniz Camargos.

A construtora, que está investindo na requalificação do edifício, com o objetivo de transformá-lo em um edifício de uso residencial/comercial com 60 apartamentos de um e dois quartos e com uma grande loja no térreo, pretende apresentar para o público, em formato de documentário, o renascimento de um ícone arquitetônico da capital.

Para isso, todo o processo de retirada dos entulhos acumulados por ex-moradores de rua que invadiram o prédio durante anos, a reforma, a demolição das paredes internas, a renovação da fachada, a troca das estruturas elétrica e hidráulica, enfim, todos os processos construtivos da obra estão sendo gravados, bem como ex-habitantes, frequentadores e comerciantes locais serão entrevistados.

Inicialmente, a Diniz Camargos arcou com os custos da produção do filme. Agora, com a sua aprovação na Lei Estadual de Incentivo à Cultura, está aberto para patrocínio da iniciativa privada, que poderá contar com benefícios fiscais. A execução do documentário também foi aprovada pelo Fundo Municipal de Incentivo à Cultura.

Ao longo de seus 60 anos de existência, o Edifício Tupis – nome original do prédio que será mantido após a sua revitalização – reúne inúmeras histórias e estórias conhecidas por grande parte da população belorizontina e já foram até transformadas em livro.


 

Diniz Camargos: certificações dos mais altos níveis

Este ano, a Construtora Diniz Camargos alcançou mais duas importantes vitórias: a certificação no nível máximo de qualificação do Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade na Habitação (PBQP-H), do Ministério das Cidades, o nível A; e a certificação ISO 9001:2008, na execução de obras de edificações. Isso significa que a  empresa trabalha seguindo rígidos padrões de qualidade e produtividade no escritório e nos canteiros.

Dentre as principais exigências do PBQP-H destacam-se a padronização e verificação constante e preventiva dos processos construtivos, a requalificação da mão-de-obra, a redução dos índices de desperdício e o investimento constante em segurança do trabalho, dentre outros quesitos.

A obtenção da ISO 9001:2008 também reforça que a empresa adota um sistema de gestão que confere qualidade aos seus produtos e serviços seguindo o que determina a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

topo

ISO 9001/2008